editor de conteúdo-web
O que faz um editor de conteúdo web?
30 de outubro de 2017
Marketing de Conteúdo │ Tudo o que você precisa saber agora
17 de novembro de 2017
Exibir tudo

A Arte De Escrever Para a Web e Produzir Conteúdos Poderosos

escrever para a web

Agora em 2017, fechei contrato com a DVS Editora e me tornei um dos seus autores para lançar A Arte De Escrever Para a Web e Produzir Conteúdos Poderosos.

Para você ter uma ideia, a editora é responsável por publicações de dois grandes nomes do marketing de conteúdo mundial, Joe Pulizzi e Rafael Rez. Portanto, serei o terceiro autor dedicado ao tema. Uma imensa honra estar ao lado desses mestres.

A versão totalmente atualizada do livro já está sendo vendida no site da editora, na Amazon e nas principais livrarias do país. Nas próximas linhas você terá a chance de saber mais sobre o título e porque ele não pode faltar na sua biblioteca de negócios, seja você um redator ou alguém que, de alguma forma, faz negócios na internet.

O que você precisa saber agora

escrever para a webNa constante busca de melhorar o meu próprio trabalho como produtor de conteúdo, tanto em essência quanto em técnica, passei a encarar como dever compartilhar o que venho aprendendo sobre o assunto. Esse é o primeiro motivo que me levou a escrever o livro.

Nele eu compartilho meu conhecimento, obtido através de observações e vivências com marketing de conteúdo desde quando comecei, em 2013. Conversando com profissionais de conteúdo todos os dias tenho a chance de expor a eles o que penso sobre o assunto.

Dou-lhes conselhos, promovo dicas, enfim, dialogo sobre o que deve ou não ser feito para elevar o nível do trabalho de escrita para a web. Alguns capítulos, portanto, registram conteúdos que surgiram desses diálogos.

Cada tópico foi pensado de acordo com a melhoria da escrita e da argumentação na hora de produzir textos para sites, blogs, portais, redes sociais, enfim, para que seja possível elaborar conteúdos poderosos para diversos canais digitais.

Tudo é baseado nos resultados que obtive em minha carreira como redator e nos conhecimentos que adquiri em projetos de marketing de conteúdo. Creio que, se você aplicar o que eu proponho nele, vai aumentar consideravelmente seus resultados como produtor de conteúdo. 

O que você irá aprender exatamente

escrever para a web

1 – Porque o que fazemos na web não é redação, mas conteúdo.

2 – Porque você precisa escrever pensando em estratégia e não somente em texto.

3 – Como escrever títulos persuasivos e gerar atenção por parte dos leitores.

4 – Como fazer o texto para a web funcionar.

5 – Como otimizar o conteúdo para ser encontrado pelos motores de busca, como Bing, Google e Yahoo!

6 – Técnicas de copywriting para você atrair, convencer e converter leitores através do que escreve.

7 – Os pilares essenciais da persuasão para você melhorar sua argumentação e amarrar melhor o texto.

8 – Como escrever um call-to-action capaz de converter até o mais cético dos leitores.

9 – Princípios de neuromarketing para aplicar na sua produção de conteúdo.

10 – Conhecimento em Storytelling para criar narrativas emocionantes.

11 – Porque pensar como editor fará seu trabalho com conteúdo gerar mais resultados.

12 – Como escrever artigos grandes para aumentar visitas e conversões em sites e blogs.

13 – Como produzir mega conteúdos que geram visibilidade, engajamento e vendas ao mesmo tempo.

14 – Como escrever posts profissionais para blogs de parceiros e ampliar o alcance de sua mensagem.

15 – Mais de 11 tipos de artigos que você pode produzir para a web.

16 – Como escrever um artigo vendedor com uma estrutura comprovada por marqueteiros profissionais.

E mais…

Sobre os ombros de gigantes

Se eu vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes. – Isaac Newton

Talvez você ache que um profissional de comunicação com um pouco menos de uma década de carreira, não tenha muito a agregar ao seu trabalho. Mas some isso a quase um século de conhecimento de homens de negócios que fizeram fortuna usando a arte de se comunicar. Pois é, eu não seria tolo de apenas defender minhas próprias ideias. O que também entrego no livro é um apanhado de técnicas que gênios do marketing e da escrita usaram − e usam − em vida. Veja alguns deles!

Ogilvy

escrever para a web

David Ogilvy é uma das figuras que me inspirou a criar o livro. Estamos falando de um dos profissionais criativos mais influentes de todos os tempos. O publicitário brasileiro Washington Olivetto certa vez disse algo que aponta a essência de Ogilvy: “…conseguiu atingir um alto grau criativo e se destacou como um homem de negócios agressivo, sem perder a elegância e a ética”.

Minha visão sobre escrita criativa mudou radicalmente quando conheci o trabalho de Ogilvy. Sua forma de pensar e conduzir grandes campanhas era primorosa e isso ajudou a formar uma das escolas mais significativas da história do marketing.

Para quem não valoriza a carreira de redator, a história desse gênio mostra que é possível unir muito bem negócios e escrita, em diversos níveis, e ganhar dinheiro escrevendo. O capítulo 17 é totalmente dedicado a Ogilvy. Nessa parte do livro, eu listo conselhos que podem transformar você em um produtor de conteúdo de grandes resultados!

Carnegie

escrever para a web

Mapeio o trabalho de grandes comunicadores desde 2009. Dale Carnegie é um dos que mais me influencia. O cara morreu em 1955, mas deixou um legado incrível para o desenvolvimento humano. Para se ter ideia, seus livros já somam mais de 70 milhões de cópias publicadas e impressas em 38 idiomas.

Sem dúvidas ele contribuiu para que eu me tornasse um produtor de conteúdo, e por isso eu decidi listar coisas que aprendi com ele ao longo desses anos (capítulo 18). Uma de suas frases mais notáveis, para mim:  “Quando o homem se mostra incapaz de dizer claramente aquilo que deseja, seja por nervosismo, por timidez ou por obscuro processo de raciocínio, sua personalidade se anula, se ofusca ou se confunde.”

Os resultados na vida social e nos negócios dependem grandemente da sua capacidade de comunicar aos seus semelhantes aquilo que você é, o que sente e o que acredita. E nada melhor do que aprender isso com quem passou a vida se dedicando ao assunto, não é?

Godin

escrever para a web

Seth Godin é um dos nomes mais notáveis do marketing contemporâneo. Famoso por livros como “Permission Marketing” e “Tribe”, dentre tantos outros, promove um estilo único de abordar o marketing na era digital. Uma de suas citações mais famosas: “Marketing de conteúdo é última estratégia de marketing que restou”. Seth é grande divulgador do inbound marketing, o marketing de permissão, em português.

Falando de forma pessoal, sou profundo admirador de seu trabalho. Não fico mais de uma semana sem acessar seu site e abrir seus e-mails. Pratico essa disciplina há cerca de um ano, desde que me tornei seu seguidor. Por aprender muito com a forma que ele promove suas ideias na rede, gostaria de compartilhar com você grandes lições retiradas de seu calendário editorial.

Como profissional de conteúdo, venho analisando alguns aspectos de sua estratégia e compilei isso em forma de um capítulo, mais precisamente, o 19. 

Este é um livro apenas para redatores?

escrever para a web

Alguns seguidores me fizeram a seguinte pergunta: “O livro que você acabou de lançar foi escrito apenas para redatores?” De forma alguma. É para redatores também, claro. Mas ele também é para: marqueteiros, comunicadores, empreendedores, donos de sites, blogueiros, profissionais de social media, e qualquer pessoa que esteja a fim de engajar pessoas e vender mais nos canais digitais.

Você vende – ou então, aborrece as pessoas. Você faz spam e chama isso de divulgação – ou então atrai, engaja e conquista as pessoas com um bom conteúdo. O que compilei em A Arte De Escrever Para a Web e Produzir Conteúdos Poderosos. vem sendo usado por gênios da publicidade e do marketing, desde os anos 1950.

Aliás, você vai achar coisas nele que caras como Claude C. Hopkins e David Ogilvy usaram em campanhas publicitárias milionárias. E também vai poder conhecer técnicas endossadas por homens do marketing, como Philip Kotler e o já citado Seth Godin.

São conceitos universais e testados que você pode aplicar em qualquer área, para vender qualquer coisa, para qualquer pessoa. São as regras do “texto poderoso”, que poderão ser aplicadas no seu blog principalmente, mas também no Facebook, no Twitter e por que não nas descrições do seu canal no YouTube?

Costumo dizer que vale mais dominar pelas raízes do que passear pelos galhos. É essa a proposta com este livro. Portanto, você tem duas opções após ler este artigo:

1). Aprende a se comunicar de forma certeira em 19 capítulos.

2). Continua pesquisando fórmulas mágicas em blogs de gurus e comprando cursos caros que te ensinem a rodar em círculos.

Você sabe qual é a melhor opção, não é mesmo?

Adquira seu exemplar clicando no botão abaixo e comece a produzir textos como um profissional!

escrever para a web

PS.: Eu “briguei” com meu editor para o livro ser vendido a um preço acessível. O preço de lançamento está valendo menos do que uma corrida de Uber em São Paulo. Compre agora!

PPS.: Estou dando total atenção e suporte aos leitores desse livro. Apesar da agenda cheia e o tempo corrido, você poderá tirar todas as suas dúvidas sobre o que trato comigo aqui no meu perfil oficial no Facebook. 

Paulo Maccedo
Paulo Maccedo
Analista de Marketing pela Universidade Metodista de São Paulo. Blogueiro, autor e criador de conteúdo. Numa relação séria com a comunicação desde 2010, inimigo declarado do spam e evangelizador fervoroso do marketing de permissão.

4 Comentários

  1. Paulo Maccedo disse:

    Essa é a lista de gente que eu gostaria de agradecer publicamente por ter participado do projeto do livro:

    Rafael Rez, o incentivador, que acreditou na obra quando ela era apenas um protótipo e escreveu um prefácio que já vale a compra do livro.

    Alexandre Mirshawka, o editor, que decidiu apostar no projeto e me incluir como autor da DVS Editora.

    Eldes Saullo, o artista de capa, que fez a base da arte que eu fiz questão que permanecesse na nova versão.

    Martim Silva, o revisor, que cuidou de toda revisão e quase virou noites em claro comigo.

    Pedro Quintanilha, o apoiador, que me permitiu desenvolver boa parte das técnicas que eu ensino no livro, e que escreveu um depoimento fantástico sobre a obra.

    André Cia, o mestre da copy, que apesar do tempo curtíssimo, não pensou duas vezes em conferir parte do material e escrever o que achou sobre ele.

    Luiz Guilherme de Carvalho, o parceiro, que conferiu algumas ideias do livro pelo WhatsApp e fez uma espécie de controle de qualidade.

    Só feras…

  2. Izaias disse:

    Muito bom!!! Artigo de alta relevância.

  3. Muito bom Paulo! Parabéns pelo relançamento. Seu trabalho é excelente! E o post nos ajuda a entender bem o que o livro propõe. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *